terça-feira, 19 de maio de 2009

educação sexual nas escolas, não!

Se é dos que acham que os pais não sabem educar os filhos nem sabem fazer boas escolhas, se considera que deve ser o Estado a tratar de tudo, se é pela educação sexual obrigatória nas escolas (públicas, e também privadas, já agora!)... então este vídeo é para si. Gravada por uma aluna de 12/13 anos em Espinho, esta singela demonstração diz tudo.

8 comentários:

João Pedro Ferrão disse...

Isto merecia um comentário ordinário, mas como onde está o António estão mulheres, fico-me por um abanar da cabeça e por uma pergunta: que português é aquele? "metestes"? Quatro anos de faculdade e seis anos de estágios, graduações, etc. não serviram para nada - nem sequer para receber educação.

António Vieira da Cruz disse...

JP, todas as senhoras são mulheres, mas nem todas as mulheres são senhoras! Tanto aqui como em Espinho. Abraço

Maria disse...

Hilariante!
Já tinha ouvido contar mas nao tinha visto.
Nem sei que comentário fazer... ridiculo, no minimo.
Portugal no seu melhor!

joaquim disse...

António

Já tinha ouvido falar no caso, mas não quis ver nem ouvir o video.

Fi-lo agora e não sei o que dizer, a não ser sentir uma enorme repulsa.

E quando for a tal "educação sexual"?

Abraço amigo

Madalena disse...

Bem... Já tinha passado aqui mas só agora ouvi a gravação...

E depois de ouvir... preferia o "raios a partam"!

António Vieira da Cruz disse...

Oh Maria... diz-me como rir disto, pois só consigo olhar para isto e para o futuro da educação em Portugal com profunda tristeza e preocupação... *

António Vieira da Cruz disse...

Amigo Joaquim, essa é a pergunta que fica... quererão os socialistas ainda avançar com a educação sexual nas escolas? A legislação referente a este assunto era para ser votada esta semana, e foi adiada a votação. Devem querer deixar as coisas pousar para na campanha voltar à carga e desviar as atenções dos nossos bolsos.

Agora, parece que a escola já tinha recebido queixas sobre a professora nos últimos três anos, agravadas nos últimos meses, e nada fez. Agora que o caso passou para fora dos muros da escola graças à coragem de uma miúda que gravou tudo, a escola viu-se obrigada a agir. No entanto, ameaça punir disciplinarmente a corajosa rapariga por ter usado objectos proibidos numa sala de aulas (o gravador). Incrível. Se não fosse esta atitude dos alunos e de seus pais, provavelmente a deseducação sexual continuava.

Bendita a altura que este alerta chegou! O vídeo está a fazer mais pela formação dos jovens e crianças portuguesas que multidões de pais e professores a quem os media preferem não dar voz. Se calhar, porque na pressa de agir nem pensaram nos efeitos contrários que a notícia podia ter.

A Maria tem razão. No fim de muita volta, talvez haja algum motivo para esboçar sorriso.

Um abraço

António Vieira da Cruz disse...

Eu também Madalena... votos as partam!